terça-feira, 23 de outubro de 2012

BALADA DO BEIJA-FLOR


Música: Marcus Diniz Câmara
Letra: Paulo Robson de Souza




Tão pequenino,
tão contente, tão veloz
bate o avoado
coração.

Toda uma vida
        sedenta de flor
dentro da palma
da mão.

O tempo a se apressar.
Um corpo em condensador.
Uma bala de luz no ar
é o beija-flor.

Feito um menino
cansado de andar,
dorme o pequeno
coração.

Toda uma vida
em pleno torpor,
quando chega
a escuridão.





(clique na imagem abaixo e obtenha a partitura gratuitamente)


Do livro Animais Mais Mais 
(com CD encartado), 2011



Nenhum comentário:

Postar um comentário